8 passos para melhorar a gestão de preço no marketplace

XX para melhorar a gestão de preço no marketplace

A gestão de preço no marketplace é muito importante para quem espera melhorar seus resultados em vendas nestes canais, afinal este é um dos critérios que influenciam a escolha da oferta do buy box (principal). O destaque ajuda a aumentar a exposição do produto e seu número de conversões.
Fora isso, o cliente pode comparar preços de um mesmo produto em um único canal, e isso demanda certa atenção do gestor para adequar sua oferta ao que é oferecido pelo mercado, mas também sabendo a hora de competir pelo preço mais barato ou ganhar com uma margem melhor.
Abaixo estão algumas dicas importantes para quem pretende controlar melhor o preço nos marketplaces:

1) Conheça seu produto
Tenha uma boa percepção de todos os itens que você vende no marketplace e estude bem a inserção destes produtos no mercado, se os canais escolhidos são compatíveis com o que você vende e acompanhe novidades do setor para tomar decisões corretas.

2) Defina as margens mínimas para a venda de cada item
É muito importante conhecer valores mínimos pelos quais você poderia vender seu produto sem que isso comprometesse a sustentabilidade do negócio. Essa percepção pode orientar melhor sua estratégia de preço, te mantendo competitivo, mas com os pés no chão.

3) Acompanhe preços e posição de seus concorrentes
Qual o preço que os concorrentes aplicam ao vender o mesmo produto que você? Já reparou se algum deles costuma ser mais agressivo ao disputar preços ou mantê-los sempre mais elevados que a média? Saber responder a estas perguntas irá te ajudar a conhecer melhor seus reais concorrentes de acordo com o posicionamento que você pretende tomar.

4) Saiba para quais produtos sua loja tem o buy box
Você precisa ter ciência de quais de seus produtos estão ou não estão no buy box se quiser entender o impacto de suas estratégias de precificação. Por isso, cabe sempre monitorar o ranking de seus produtos para entender se eles já conquistaram a posição que você espera e, se não, quanto é preciso “andar” para chegar até ela.

5) Saiba se, dentro ou fora do buy box, você tem o melhor preço
Além de saber se seus produtos estão aparecendo no buy box, é preciso olhar para a influência que o preço pode ter exercido para que você alcançasse essa posição. Com isso, vale monitorar seus produtos e concorrentes para saber em quantos casos os produtos estão no buy box com o melhor preço, com um preço superior ao de outros sellers e quando estão fora do destaque, sem ter e tendo o menor preço.

6) Seja competitivo se quiser, mas sem “atropelar” o negócio
Já falamos das margens mínimas que você precisa conhecer. Isso se aplica justamente a esse ponto: se você quiser ser competitivo pelo preço, isso pode ser muito bom, mas, é claro, desde que você jamais comprometa o negócio queimando uma margem que impeça que as contas fechem no final do mês. Há estratégias possíveis caso você não consiga competir pelo melhor preço, portanto, lembre-se de dosar sua expectativa com suas possibilidades.

7) Aproveite oportunidades para melhorar a margem
Clássica lei de oferta e demanda: se só você tem o produto que todo mundo quer comprar, isso significa que você pode, sim, aumentar um pouco a margem se quiser se posicionar dessa maneira. Outro cenário: você já está no buy box, tem o menor preço, mas a diferença (gap) entre sua oferta e a do segundo colocado é grande. Isso significa que você também pode aproveitar e aumentar um pouco sua margem se desejar. Só tome cuidado para não exagerar no aumento e perder o buy box.

8) Exporte dados de gestão e tome decisões embasadas
Tudo, absolutamente tudo mesmo, precisa ser amparado por dados confiáveis. Isso significa que você precisa ter registros de todas as informações que citamos e elas devem guiar sua tomada de decisões. Nesse sentido, vale acompanhar cada processo por meio de um monitoramento inteligente de preços no marketplace, exportar resultados, analisá-los e, aí sim, fazer os ajustes necessários para melhorar seus resultados.

Comentar! Posted in Uncategorized

Mudanças no Boleto Bancário: tudo o que você precisa saber

mudanças-noboleto-sieve

Conforme anunciado no último ano, em 2017 haverá mudanças no modelo de emissão do boleto bancário no Brasil. Quem está conduzindo essas mudanças é a Federação Brasileira de Bancos – FEBRABAN.

Continuar leitura

Comentar! Posted in Destaques, Uncategorized

2016: uma análise das principais datas do varejo

2016 uma análise das principais datas do varejo

Com base em dados do E-bit/Buscapé, como será que o mercado nacional se comportou nas vendas no varejo eletrônico durante as principais datas comerciais do ano? A Sieve levantou todos os dados divulgados pelo E-bit e reuniu tudo aqui neste post. Esperamos que o material te ajude a traçar planos para seu negócio em 2017!

Confira:

Continuar leitura

Comentar! Posted in Uncategorized

Entrou no marketplace? 10 dicas para negociar com seus fornecedores

entrou-no-marketplace-xx-dicas-para-negociar-valores-e-prazos-com-seus-fornecedores

Olhar a margem de venda dos produtos é uma forma de melhorar sua receita e garantir a sustentabilidade do negócio, por outro lado, não basta orientar-se apenas para isso: é preciso analisar todo o negócio para não perder dinheiro em outras etapas. Isso inclui, a aquisição dos produtos junto a seus fornecedores.

Continuar leitura

Comentar! Posted in Uncategorized

Monitoramento de marketplace: na prática

monitoramento-de-marketplace-na-pratica

O monitoramento de marketplace é a melhor forma de acompanhar seus resultados ao vender nestes canais, além de identificar as estratégias de preço e posicionamento de seus concorrentes. Ele permite que o seller, nome dado ao vendedor desse canal, tenha uma boa ideia de quantos lojistas estão concorrendo com ele e quantos deles possuem um posicionamento melhor por preço.

Continuar leitura