Entenda quais foram os resultados das principais datas do varejo durante o ano de 2016

principais datas do varejo

Com base em dados do E-bit/Buscapé, como será que o mercado nacional se comportou nas vendas no varejo eletrônico durante as principais datas comerciais do ano? A Sieve levantou todos os dados divulgados pelo E-bit e reuniu tudo aqui neste post. Esperamos que o material te ajude a traçar planos para seu negócio em 2017!

Confira:

Dia do Consumidor

  • O faturamento na data cresceu em 12% (comparado ao ano de 2015) e chegou a R$ 224 mil reais;
  • Os pedidos aumentaram em 19%, chegando a 562 mil nas primeiras 24 horas (das 20h de 15 de março às 20h de 16 de março) e 685.780 mil no total (até às 23h59 do dia 16 de março);
  • O ticket médio foi de R$398,00 com duas compras em média;
  • Os descontos chegaram a 60% sobre o valor do produto;
  • Foi a primeira compra online para 52.174 pessoas que foram atraídas pela ação e, ao todo, 277.877 pessoas aproveitaram as ofertas;

 

Dia das Mães

  • Faturou R$ 1.62 bilhão de reais entre os dias 23 de abril e 7 de maio – um crescimento nominal de 8% a mais que em 2015;
  • Os dispositivos mobile responderam por 20,2% do total de compras no período – um crescimento de 100% no uso destes dispositivos em relação às compras de 2015;
  • O ticket médio foi de R$ 402,00;
  • Os e-commerces receberam 4 milhões de pedidos, 2% a mais que em 2015;
  • As categorias mais vendidas em total de pedidos foram: Eletrodomésticos (13,1%), Moda e Acessórios (12,9%), Livros (12%), Telefonia/Celulares (10,6%) e Casa e Decoração (9,1%);

 

Dia dos Namorados

  • Faturamento de R$ 1,65 bilhão de reais, o que representa um crescimento nominal de 16% em relação ao valor movimentado no período durante o ano de 2015;
  • Os pedidos também aumentaram em 8%, chegando a 4 milhões entre os dias 28 de maio a 12 de junho;
  • O ticket médio foi de R$ 410,00 no geral e de R$ 369,00 se analisarmos apenas os dispositivos móveis ;
  • As vendas mobile representaram 18,8% do total de pedidos (ou R$ 281,5 milhões de reais do total arrecadado);
  • A categoria mais pedida foi a de Livros/Assinaturas e Revistas, seguida por Eletrodomésticos, Telefonia e Celulares, Moda e Acessórios, e Casa e Decoração

 

Dia dos Pais

  • O faturamento teve um crescimento nominal de 12%, chegando a R$ 1,76 bilhão de reais arrecadados nas vendas virtuais nas datas antecedentes ao Dia dos Pais;
  • O ticket médio aumentou em 9% em relação ao ano de 2015, chegando a R$ 441,00;
  • O perfil do consumidor levantado pelo E-bit é de que 53% deles eram mulheres e 47% homens, além de que a maioria deles se localizada na região Sudeste (61%), seguidos pelas regiões Sul (17%), Nordeste (12%), Centro Oeste (8%) e Norte (3%);
  • A data gerou 4 milhões de pedidos pelos consumidores;
  • A categoria mais pedida foi a de Moda e Acessórios (16%), seguida por Livro/Assinatura de Revistas (13%), Telefonia/Celulares (12%), Eletrodomésticos (12%) e Cosméticos e Perfumaria/Saúde (11%);

 

Black Friday

  • O faturamento na data chegou a R$ 1,9 bilhão de reais, ou seja, R$ 260 milhões a mais que o movimentado em 2015 entre os registros que vão da 0h às 23h59 do dia 25 de novembro;
  • O número de pedidos aumentou em 4%, passando para um total de R$ 2,92 milhões;
  • O ticket médio também aumentou: ficou em R$ 653,00, o que representa um aumento de 13% em relação ao ano passado e a média de pedidos ficou em 1,5 produtos por cliente;
  • As compras via mobile foram de 20% do total, um valor que mais que dobrou contra os 9% de uso destes dispositivos na Black Friday 2015;
  • Se olharmos apenas as vendas via mobile, o ticket médio ficou em R$ 753,00, aproximadamente 20% a mais que o valor via desktop;
  • 1,95 milhões de consumidores fizeram ao menos uma compra na data – são em sua maioria homens (52%), da região Sudeste (62%) e com renda familiar mensal de R$ 5.590,00;
  • As categorias mais pedidas foram: Eletrodomésticos, Telefonia/Celulares, Moda e Acessórios, Eletrônicos e Informática;

 

Natal

  • O faturamento alcançou os R$ 7,7 bilhões de reais, um crescimento nominal de 3,8% em relação ao valor movimentado no período durante o ano de 2015;
  • O ticket médio dos pedidos passou para R$ 463,00, sendo que em 2015 era de R$ 417,00, o que representa 11% de aumento no valor;
  • Foram 16,6 milhões de pedidos durante o Natal 2016;
  • As categorias mais pedidas foram: Eletrodomésticos, Moda e Acessórios, Telefonia/Celulares, Cosméticos e Perfumaria/Cuidados Pessoais/Saúde e Casa e Decoração;

 

Os dados do Natal divulgados pelo E-bit em 2016 levaram em conta as compras de Black Friday. No decorrer do ano, o Ebit não apresentou pesquisas sobre o Dia das Crianças.


Compartilhe essa postagem

2016: uma análise das principais datas do varejo
Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *